Como ser um bom inquilino?

Como ser um bom inquilino?

Já parou para pensar se você é um bom inquilino? Ser um bom inquilino é um dos critérios que têm suma importância no momento do aluguel de um imóvel.

Isso porque, todo locador busca por uma pessoa capaz de manter tudo em ordem no seu imóvel, zelando por ele como se fosse o próprio dono.

Por isso, pensando em te ajudar a entender melhor sobre como ser um bom inquilino, montamos esse artigo.

Nas próximas linhas você conhecerá algumas das práticas que chamam a atenção de qualquer locador e te tornam um bom inquilino. Vamos lá?

Um bom inquilino cumpre com as obrigações do contrato

Muito mais do que te tornar um bom inquilino, cumprir as obrigações do contrato é algo imposto por lei. Todo locatário tem como dever usar o imóvel levando em consideração o acordo feito por ambas as partes no momento da assinatura do contrato.

Para que você entenda melhor, se o contrato diz que o uso do imóvel é destinado para fins residenciais, nenhum tipo de comércio ou sala comercial pode ser montada dentro do mesmo. É importante seguir de maneira correta cada cláusula para respaldo de ambas as partes.

Obras e reformas sem autorização? Isso não pode!

Você é um inquilino e não o dono do imóvel. Por isso, reformas ou obras, por mais simples que sejam, não podem ser feitas por autonomia própria. Elas são necessárias? Então é obrigatório que o proprietário permita, de maneira formal (em documento escrito e lavrado), que você poderá fazer aquilo que planeja. É, sobretudo, essencial que você preserve o imóvel da mesma maneira que encontrou quando chegou.

Um bom inquilino deve cuidar da conservação

Não basta apenas manter a estrutura do imóvel, é necessário que você o conserve no melhor estado possível. Sabemos que pintura, limpeza e manutenção deve ser feita no momento da entrega do imóvel. Entretanto, é importante manter a conservação da residência de maneira geral. Faça o seu melhor, inclusive, na parte elétrica, hidráulica e em itens já inclusos a residência, como armários, louças e janelas.

Trate bem qualquer correspondência que chegar até sua nova casa

Cartas, revistas e documentos no nome do proprietário do imóvel ou inquilino anterior podem chegar até sua caixa de correio. Se algo assim acontece é importante, sobretudo, que você guarde as correspondências e avise ao locador que algo chegou até o endereço. Além de colaborar para com a relação entre locador e locatário, você ainda será visto como um bom inquilino pela sua empatia.

Lembre-se que um bom inquilino paga suas contas em dia

As despesas básicas mensais, como água, luz, gás e condomínio são de responsabilidade do inquilino. Além disso, possíveis despesas com manutenção também devem ser incluídas e honradas. Se as contas estiverem no nome do proprietário do imóvel é preciso ter ainda mais cuidado para não esquecer e pagar tudo em dia. Devemos lembrar também que um bom inquilino paga seu aluguel na data estipulada e evita qualquer preocupação relacionada a isso ao seu locador.

Manter uma boa comunicação com o proprietário é essencial

Todo bom inquilino deve manter, sobretudo, uma comunicação com o proprietário do imóvel no qual está residindo. Seja para resolver alguma questão ou tirar dúvidas, ter esse contato de maneira amigável é algo essencial. Isso permitirá que você tenha uma referência para aluguéis futuros e uma parceria prolongada se forme.

Seu locador não é muito simpático? Releve! Melhor você ter a certeza de que está fazendo o seu melhor do que sofrer com julgamentos que não são seus!

Um bom inquilino também se preocupa com os vizinhos

Seus vizinhos serão companheiros por algum tempo, por isso é importante se preocupar com eles. Se você escolheu esse imóvel é provável que já tenha avaliado e investigado tudo ao seu redor, inclusive quem serão os seus vizinhos. Procure, sobretudo, ser para eles aquilo que você quer que eles sejam para você. Mantenha uma amizade e seja amigável, pois isso poderá fazer a diferença na hora em que o locador perguntar sobre você.

Enfim, ser um bom inquilino não é algo tão difícil assim, não é mesmo? Siga nossas dicas e, sobretudo, cuide do imóvel como se fosse seu. Afinal, o período em que você reside nele, ele realmente será. Lembre-se de tirar todas as suas dúvidas com o proprietário antes da assinatura do contrato e propor cláusulas que também possam lhe beneficiar. Ambas as partes devem estar satisfeitas para que todos possam sair ganhando.

Uma outra dica importante, que te ajudará a ser um bom inquilino é nunca extrapolar seu orçamento. Se o valor das despesas mensais forem maiores do que seu orçamento, a melhor solução é procurar por outras opções. Fazendo isso você evita, sobretudo, que contratempos e inadimplências venham a acontecer com você.

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares para que eles também possam conhecer as nossas dicas!

Nelson Arno Muller Nelson Arno MullerNelson Arno Muller é sócio-proprietário das Imobiliárias Otimóveis e Otimoponto. Aqui no ImóveisBlog, escreve sobre suas experiências no mercado imobiliário e dá dicas de como comprar e vender imóveis.

Comentários

Cadastre-se e receba nossas novidades